Galera Galera Junior Galerinha Record

Taran Muthuru conta como superou o racismo e se tornou escritor
publicado em 09.07.2015

Taran Muthuru, o autor da série O Conjurador, conta na matéria que saiu no The Guardian como o bullying e o racismo enfrentados durante a infância o motivaram a buscar na literatura um refúgio e uma saída para essa terrível experiência. Ele conta que três elementos foram fundamentais para sobreviver aos bullies e à discriminação: primeiramente, fazer amigos que gostem de você pelo que é. Segundo, ler. “Você nunca está só com um bom livro e os mundos fantásticos sobre os quais li foram um grande alívio e um amortecedor para toda a raiva que sentia”, declara. E o terceiro, escrever, principalmente sobre raças dentro da literatura fantástica. Tolkien, Skyrim e Starcraft foram essenciais para o autor entender e explorar tensões raciais existentes no seu próprio mundo, uma vez que naqueles mundos fantásticos as diferenças físicas e culturais estão bem mais evidentes. Você pode ler o resto da matéria (em inglês) aqui e vale a pena avisar que o primeiro volume da série – O Aprendiz – sai pela Galera ainda esse ano!

Produzido por Animático